Os encantos do sul da França: conheça Carcassone

Conheça a encantadora cidade de Carcassonne no sul da França, uma viagem aos tempos medievais

Os encantos do sul da França: conheça Carcassone

Carcassonne é uma cidadezinha localizada no sul da França, na região de Occitânia, que possui um centro histórico medieval e fortificado bastante conservado. Não é à toa que tenha sido eleita Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1997.  Se engana quem pensa que se trata de uma pequena vila. Viajantes desavisados costumam acreditar que a parte medieval é tudo o que há pra ser visto. Na verdade, a visita por Carcassonne pode ser dividida por duas etapas: cidade alta, onde fica o castelo, e cidade baixa, que também conta com alguns pontos interessantes para se visitar.

Origem do nome

De acordo com uma lenda o nome Carcassonne surgiu nos tempos medievais, quando, no século IX d.C., a região sob domínio dos sarracenos foi cercada por Carlos Magno. Sob o comando de Dama Carcas a cidade resistiu ao cerco até não haver mais comida. Como último recurso, a governante teve a ideia de jogar o último porco para o exército de Magno.

Acreditando que ainda havia muita comida dentro do forte e a resistência seria longa, o exército francês bateu em retirada. Dama Carcas mandou, então, soar os sinos. Porém, isso faz com que Carlos Magno mude de ideia e volte para tomar a cidade. Eles então entram em acordo. A tradução literal de “Carcas sonne” é “Carcas soa”. Porém, não se sabe até que ponto a história pode ter realmente acontecido, uma vez que estudos apontam que Carlos Magno era adolescente quando a cidade foi tomada por seu pai.

La Cité

La Cité, centro histórico medieval de Carcassonne (Imagem: Remparts Carcassonne)

A cidadela, ou cidade alta, fica no topo de um morro cercado por 3 km de muralhas duplas e se chamada La Cité. Ela possui 52 torres de aspecto medieval e forma um cenário que nos leva diretamente ao passado. Existe mais de uma porta para adentrar a La Cité, mas o ideal é buscar a Porte Narbonnaise, sua entrada principal.

É possível caminhar livremente sem pagar nada pelos arredores do Castelo Condal, ou Chateau Remparts, mas caso a ideia seja ver o interior dele, é preciso comprar um ticket de 9 euros. Ele foi construído no século XII, mas passou por inúmeras reformas ao longo dos anos. De lá também é possível ter acesso às muralhas e a um museu com informações sobre as restaurações feitas na cidadela.

Outro destaque é a Basílica de Sant Nazaire, que mescla arquitetura romana e gótica e possui belíssimos vitrais. Foi a catedral principal de Carcassonne até 1801, perdendo seu posto para a Catedral Sant Michel.

Catedral Sant Nazaire (Imagem: Unsplash/Hector Rivas)

Bastide

Já a cidade baixa, ou Bastide, fica às margens do rio Aude, um rio que vem dos Pirineus. Por ele, na região de Carcassonne, passa a Ponte Velha, conhecida como parte de uma das rotas do famoso caminho de Santiago de Compostela. A região da Bastide tem um formato hexagonal e constitui a parte comercial e residencial de Carcassonne. Apesar de não ser tão antiga quanto o centro muralhado, há muita coisa interessante pra ver. Vale visitar algumas de suas praças charmosas, como a Praça Carnot e a Praça Gambetta, e o portal dos Jacobinos, único portal original da Bastide, que fazia parte da muralha que contornava a cidade baixa.

Carcassonne fica localizada a 94 km sudoeste de Toulouse, uma das mais importantes cidades da região, e pode ser vista em um passeio de bate-volta. Mas o ideal é passar pelo menos um dia inteiro para aproveitar ao máximo o que a cidade tem para oferecer.

Se você está interessado em visitar a linda cidadezinha de Carcassonne, confira os melhores preços de aluguel de carros, ou hotéis pela região no viagens.com.be. E não deixe de compartilhar com a gente o que achou da viagem

What's Your Reaction?

like
0
dislike
0
love
0
funny
0
angry
0
sad
0
wow
0